Solar Padre Correa - Foto de Bernardo Gouvêa - Wikipédia

Quem costuma visitar o Big Viagem sabe bem do fascínio que tenho pelas cidades históricas mineiras, por isso hoje mais uma vez venho falar de uma delas, a bela e pitoresca Sabará situada na região metropolitana de Belo Horizonte (capital de Minas Gerais). Sabará teve sua origem como as demais cidades históricas de Minas Gerais, por volta do século XVII num arraial de bandeirantes.

O início de sua história também como as demais cidades históricas de Minas está intimamente ligado a descoberta do ouro na região, Sabará foi comandada por muito tempo pelos bandeirantes  Borba Gato e Fernão Dias. Registros históricos contam-nos sobre a Casa de Fundição que lá existia e para onde era levado todo o ouro extraído da região para ser fundido em barras, taxados e enviados ao rico Portugal.

Solar Padre Correa – Foto de Bernardo Gouvêa – Wikipédia

Sabará é linda, na região velha da cidade  ficam as igrejas de Nossa Senhora do Ó e Nossa Senhora da Conceição e a cidade nova é a região que abrange o centro histórico. No centro da cidade de Sabará é possível ver casarões do século XIX, onde se destacam Solar do Padre Correa ou de Jacinto Dias construído em 1773, possuindo escadarias de madeira de jacarandá e talha da terceira fase do Barroco Mineiro, onde funciona hoje a prefeitura.

Foto de Bernardo Gouvêa – Nossa Senhora do Rosário de 1713, inacabada pelos escravos da irmandade dos homens pretos da Barra do Sabará, os quais a construíam e pararam por falta de recursos!

Ali já se hospedaram figuras ilustres como D. Pedro I e D. Pedro II. Seu antigo proprietário, o padre José Correa da Silva era suspeito de ser inconfidente e assim, provavelmente, os ouvidos de algumas das paredes dessa casa devem ter escutado muita xingação contra a Coroa Portuguesa.

Existe também a Casa Borba gato, o nome é apenas chamariz turístico já que o bandeirante nunca alí morou pois a casa foi construida em 1814;  o local ja foi escola, casa de padre e hoje abriga a sede do Iphan (Instituição preservação do patrimônio histórico da cidade).

O que mais chama a atenção dos turistas que visitam Sabará são as capelas e os vários chafarizes espalhados pela cidade dos quais destacamos:

– Nossa Senhora do Ó de 1717;
– Nossa Sra. do Rosário de 1713;
– Nossa Sra. da Conceição de 1710;

Chafariz do Kakende – Foto de Bernardo Gouvêa – Wikipédia

Em Sabará não deixe de visitar:

– Museu do Ouro: Na antiga Casa de Intendência e Fundição do Ouro da Vila Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará, funciona o Museu do Ouro, que reserva objetos associados ao período de extração do ouro em Minas Gerais. Há também peças do mobiliário luso-brasileiro dos séculos XVIII e XIX, pratarias, arte sacra, aparelhos de chá e outras peças históricas.

– Ruínas do Solar Melo Viana: Lindo solar que hoje está totalmente em ruínas, mas ainda lembra os tempos áureos da região.

Sabará também tem muitos pontos ecológicos onde o turista poderá solicitar ao guia turistico uma visitação, são eles:

* Parque Ecológico Quinta dos Cristais
* Parque Infantil Augusto de Lima Júnior
* Reserva Ecológica da Cabeça de Boi
* Cachoeira da Região do Arraial Velho

Visite também o site: – Sabaranet

Fonte: Wikipédia