Castelo dos Mouros - Torres e Muralhas - Foto de Lacobrigo © - Wikipédia

Como eu costumo dizer, Sintra tem uma infinidade de coisas lindas para se conhecer, e o Castelo de Sintra, popularmente conhecido como Castelo dos Mouros, é mais um dos sítios encantadores da região.  Segundo alguns historiadores o Castelo dos Mouros foi construido sobre um maciço rochoso, isolado num dos cumes da serra de Sintra, cerca de 308 anos antes de Cristo, por Gregos, Galo-celtas e Túrdulos, dedicado à Lua.

Castelo dos Mouros – Torres e Muralhas – Foto de Lacobrigo © – Wikipédia

Sintra, era então chamada pelos Celtas de ‘Cynthia’, nome este que com as diversas ocupações de povos diferenciados, acabou por se tornar Sintra. Porém estudo arqueológicos demonstram que o local foi ocupado por volta de 700 anos a.C por povos primitivos que vieram juntamente com a Invasão Muçulmana da Península Ibérica.

Castelo dos Mouros – Foto de Lacobrigo © – Wikipédia

Nos séculos posteriores, o Castelo dos Mouros em Sintra foi ocupado por diversos reinados, e alvo de disputas entre diversos povos.  Quando por volta do século XVI aquando a expulsão do judeus de Portugal, então seus únicos habitantes, o Castelo dos Mouros que foi alvo de tantas disputas foi definitivamente abandonado. Finalmente no século XIX, D. Fernando II, promoveu amplas obras de reconstrução que, embora de caráter amador, tiveram o mérito de deter o avançado estado de degradação em que a estrutura se encontrava.

Respiradouros da Cisterna – Foto de Carlos Luis M C da Cruz © – Wikipédia

A arquitetura do Castelo dos Mouros impressiona, em seu interior pode se ver Igreja de São Pedro de Canaferrim, e as cisternas de  18 metros de comprimento por 6 de largura e 9 de altura, dimensões impressionantes para a altura em que foi construida e pelo local de difícil acesso. Como podem ver se forem a Sintra, deverão reservar ao menos 3 dias para conhecer tudo que esta linda vila vos oferece.