Localização do Acre no mapa do Brasil

Rio Branco é a capital do estado do Acre, distante 3.934 km de são Paulo e é a cidade brasileira que fica mais perto do Oceano Pacífico. Ela também é rodeada pela selva, com um clima quente e úmido. Apesar de Rio Branco não ser conhecido como um ponto tradicional de turismo, ela tem reservas agradáveis e muitas surpresas a todos os visitantes.

Tanto é que Rio Branco tem sido submetida a um firme programa de revitalização da sua cidade, para pode atrair e comportar melhor o turista que procura um contato maior com a natureza. Todo esse clima de natureza chama a atenção juntamente com a mistura de povos que se encontra no Rio Branco: são brancos, negros, indígenas e vizinhos dos países andinos. Essa mistura de cultura é certamente um dos grandes atrativos para quem procura a cidade de Rio Branco para visitar.

Localização do Acre no mapa do Brasil

A cidade de Rio Branco é banhada pelo Rio Acre, que a um ser ponto chega até mesmo dividir a cidade em duas partes: de um lado temos o centro histórico de Rio Branco, do outro temos o que pode-se chamar de cidade nova. E por ser uma cidade cortada por um rio, Rio Branco tem como principal meio de transporte o transporte do tipo aquático. As embarcações levam as pessoas ria acima ou abaixo. Entre os meses de julho até setembro, Rio Branco é palco de diversos esportes aquáticos.

É também neste período que o turista pode apreciar as diversas praias de água doce da região, como a praia do Amapá e praia do Riozinho do Rola. Uma das melhores opções de lazer e turismo para quem visita Rio Branco.

Aeroporto Internacional de Rio Branco - Foto de Filipux - Wikipédia

A comida típica utiliza o pato e o pirarucu, que herdou dos índios, e o bobó de camarão, vatapá e carne de sol com macaxeira, trazido do Nordeste brasileiro logo quando iniciou a extração do látex, já que muitos nordestinos migraram para o Acre tentando uma melhor qualidade de vida. No artesanato os artigos confeccionados com materiais extraídos da floresta amazônica.

O município de Rio Branco é o que possui a menor média de temperatura anual dentre as capitais da Região Norte. O clima é equatorial, com temperaturas oscilando entre 25°C e 38°C nos dias mais quentes do ano. Situada a 153 metros de altitude, as menores temperaturas ocorrem à noite, com registros frequentes de 22°C nas madrugadas.

Museu da Borracha - Foto de Davi Sopchaki - Wikipédia

A parte administrativa de Rio Branco fica localizada na margem esquerda do Rio Acre. Alguns prédios imponentes e históricos estão localizados nessa região. Porém alguns deles não abrigam mais a sede do governo e por isso mesmo passou a serem museus, onde guardam parte da história de Rio Branco e também do Brasil.

Neste local é possível encontrar guias que mostram todos os detalhes do prédio e também contam um pouco da rica história que tem naquela cidade. O Acre era território pertencente a Bolívia, que só foi conquistado depois de muita luta pelos brasileiros. E há um obelisco que homenageia todos os heróis que contribuíram para a conquista do território do Acre.

Passarela Joaquim Macedo - Foto de Davi Sopchaki - Wikipédia

Esta certamente é uma das áreas mais agradáveis do Rio Branco, proporcionando aos turistas uma intensa e surpreendente viagem, inclusive a noite, com as fontes coloridas e jardins.

Depois de o visitante sair do museu situado no antigo Palácio do Governo, recomenda-se que ele caminhe poucos metros até chegar ao Memorial dos Autonomistas; esta é uma clara referência a todos que lutaram pela autonomia do território do Acre. Aqui neste memorial estão os restos mortais do senador Guiomar Santos, responsável pela elevação do Acre a estado, e de sua esposa Lídia Hammes.

Juntamente com este memorial, o turista pode ver o Café do Teatro, um dos melhores – senão o melhor – café de todo Rio Branco. Aqui o turista pode se servir de refeições, bebidas diversas, doces e salgados.

Há uma ponte muito famosa que atravessa o rio. Ela é chamada de ponte dos pedestres ou simplesmente passarela. Ela foi a grande responsável pela revitalização de toda a margem oposta do Rio Acre, fazendo com que o Rio Branco se tornasse uma cidade reconstruída por igual.

Palácio Rio Branco - Foto de Davi Sopchaki - Wikipédia

É nesta margem oposta dos rios que o turista pode encontrar espaços culturais e bares. Um dos melhores espaços culturais está localizado justamente nessa margem, é a Fundação de Cultura Elias Mansour, onde os artistas locais do Rio Branco e de outras regiões podem expor as suas obras.

E para terminar a visita a Rio Branco, nada melhor do que conhecer a Praça dos Seringueiros, um dos locais mais freqüentados do Rio Branco. Nos finais de semana, o local é o principal ponto freqüentado; ele também se transforma no principal endereço cultural e de lazer do Rio Branco.

Site Oficial: – Governo do Acre

Pontos Turistícos de Rio Branco:

– Palácio do Rio Branco

– Gameleira (Árvore  histórica. Fica na “curva” do rio Acre, onde a cidade  nasceu.)

– Catedral de Nossa Senhora de Nazaré

– Praça Plácido de Castro

– Memorial dos Autonomistas (Possui um museu  sobre a aquisição do Acre pelo Brasil, exposições de quadros de pintores regionais, um café e um teatro.)

– Passarela Joaquim Macedo

– Museu da Borracha

– Mercado Velho

– Parque da Maternidade