Lisboa é uma cidade antiga e por isso mesmo exala história por qualquer canto que você vá. Ruas, becos, escadarias, vielas, ladeiras, encantam pela originalidade e pelo clima de mistério e magia que envolve a cidade. As ruas, apesar de estarem no ritmo frenético do dia a dia ainda conservam o passado, locais de lutas e revoluções. É uma surpreendente mistura entre o antigo e o novo, tudo em perfeita harmonia.

Um dos locais onde você pode ver essa mistura de história e cotidiano é a Praça do Rossio, o coração da capital portuguesa. A Praça é decorada com a típica calçada portuguesa e é um dos espaços mais antigos e preservados de Lisboa. Ela foi fundada no inicio do século XIII.

A Praça Rossio já foi palco de festivais, touradas e até mesmo de atos da inquisição. Hoje em dia a praça é um local calmo e recebe o vai e vem das pessoas diariamente. Mas ela já foi palco de muitas histórias; é só você olhar para os lados que vai perceber isso.

A própria estátua no centro da praça já esteve envolta em várias lendas. A escultura deveria representar Dom Pedro IV (Dom Pedro I no Brasil), mas duvidas logo surgiram quanto a sua identidade. Dizem que ao invés do monarca português a estatua é do imperador Maximiliano do México. Mas isso é só uma lenda. Autoridades no assunto já confirmaram o legitimo dono da estátua.

Tributo aos judeus mortos no massacre de 1506 em Lisboa.
Tributo aos judeus mortos no massacre de 1506 em Lisboa.

Já outra curiosidade da praça é trágica. Em 1506, centenas de pessoas fanáticas religiosas perseguiram os judeus e cristãos-novos em Lisboa. A perseguição tinha como motivação a relação entre essas pessoas e os castigos divinos. Milhares de pessoas foram arrastadas, torturadas e queimadas vivas bem na Praça Rossio. Lá perto, em frente a Igreja de São Domingos podemos ver o monumento abaixo em homenagem aos judeus mortos no massacre de 1506; narrado no livro ‘O último Cabalista de Lisboa’ de Richard Zimler.

monumento-em-homenagem-aos-judeus
Monumento em homenagem aos judeus mortos no massacre de 1506 em Lisboa.

Para conhecer mais locais interessantes da Praça Rossio, você pode percorrer a Rua do Ouro, projetada por Marquês de Pombal e que abriga bancos e joalherias, daí o seu nome. A direita da praça fica o Chiado, com um ambiente todo literário cheio de livrarias de prestigio e cafés antigos.

Fotos de Kátia Pinheiro

Praça do Rossio - Lisboa
Praça do Rossio