Uma cidade riquíssima de Minas Gerais que eu adoro é Diamantina. Uma cidade que é rica em diversos sentidos. Primeiro com seu patrimônio cultura, segundo com suas belas paisagens e natureza exuberante e finalmente pela sua cultura popular a e alegria dos seus moradores. É por isso e tudo mais que você precisa incluir Diamantina no seu roteiro turístico.

Uma das coisas que mais impressiona em Diamantina é a arquitetura estilo colonial e barroco, muito parecida com  os casarios tradicionais de certas cidades de Portugal;  isso não é de se estranhar já que os portugueses também andaram por lá na época da colonização e deixaram suas marcas na bélissima arquitetura.

O nome Diamantina deve-se ao fato da enorme quantidade de diamantes que foram encontrados na região. Essas pedras eram extraídas em grandes quantidades pela Coroa de Portugal, durante o século XVII. O centro histórico de Diamantina é de encantar qualquer turista!

A primeira parada obrigatória em Diamantina é uma beleza natural, a Cachoeira das Fadas que tem uma queda livre de 30 metros. Suas águas são cristalinas e a vegetação ao se redor é bem densa. Depois de tomar um banho de cachoeira é hora de visitar o Sítio Arqueológico de Batatal. Aqui você pode ver as pinturas rupestres das épocas mais remotas que você possa imaginar. Aqui também é um excelente local para sentir a paz que só a natureza pode lhe proporcionar.

Outra cachoeira famosa é a Cachoeira dos Cristais que fica em uma propriedade particular; ela é uma das mais belas formações rochosas de Diamantina. Ela tem duas quedas e cada uma tem em média dois metros de altura. Os filetes de água formam uma piscina natural ideal para quem gosta de nadar. Para chegar até lá, basta fazer uma caminhada de 400 metros.

Um dos locais de Diamantina que parecem uma pintura feita num quadro é a Estrada dos Escravos construída pelos escravos no século XVIII. Ela é toda calçada de lajes de pedra e tem uma espetacular vista para a cidade.
Outro local que relembra os escravos em Diamantina é a Gruta do Salitre que lembra muito as catedrais góticas. O local atualmente é usada para concertos de música, mas já serviu como esconderijo para os escravos.

Outra atração de Diamantina é o seu Mercado Municipal construído em 1835 pelos tropeiros; na verdade naquela época era usado como rancho por eles. Esse local foi durante anos, o principal local de encontro em Diamantina. O prédio foi totalmente restaurado em 1997 e hoje representa um dos pontos mais culturais de Diamantina, já que abriga o Centro Cultural David Ribeiro de Alcântara.

E para quem desembarca em Diamantina na época do carnaval, vai ver uma das mais belas e animadas festas de toda Minas Gerais. As músicas e o povo são realmente contagiante e formam um espetáculo a parte no carnaval de Diamantina.

E se preferir, para não perder nada, você pode visitar Diamantina juntamente com um guia turístico, que além de lhe mostrar as belezas do local, ainda vai te deixar informado da história de cada uma delas. Mas não é regra, já que você pode muito bem explorar a cidade sozinho. A única regra é não deixar de conhecer Diamantina.