Viagens, Turismo e Férias - Diversos

Dicas de Etiqueta para Anfitrião e Hóspede

Dicas de Etiqueta para Anfitrião e Hóspede
2.8 (56%) 5 votos

Ultimamente temos falado aqui no Bigviagem.com sobre algumas dicas de etiqueta para viajantes, como por exemplo como se comportar nos aviões e aeroportos; hoje vamos falar sobre algumas dicas de etiqueta para Anfitrião e Hóspede. Isso mesmo, para receber pessoas em sua casa é preciso  saber algumas regrinhas de boas maneiras básicas, e o mesmo digo para quem pretende se hospedar na casa de alguém.

Abaixo veremos algumas dicas de etiqueta para anfitrião e hóspede que devem ser observadas se vocês não quiserem fazer feio na hora de hospedar alguém em casa, ou na hora de hospedar-se na casa de alguém.

Dicas de Etiqueta para Hóspede:

Ponto inicial e o mais importante de todos: Jamais se convide para ficar na casa de alguém. Se a pessoa não convidou para que você passe uma noite ou para que você fique alguns dias na casa dela é porque não quer que isso aconteça! 😉 Demais pontos:

1- Sempre que você for convidado para hospedar-se na casa de alguém, seja simpático e leve alguma prenda. Pode ser um vinho, ou uma caixa de bombons, ou algo que sabe que vai agradar o dono ou a dona da casa.

2- Não leve seus animais de estimação consigo, e tão pouco pergunte se pode levar. O dono da casa poderá não gostar, ou ser alérgico a bichinhos de estimação, e se sentirá desconfortável em aceitar que você leve consigo o seu animalzinho.

3- Ao ser convidado para se hospedar na casa de alguém, não leve consigo primo, prima, tio, tia, mãe, pai, irmãos, sobrinhos, vizinhos. O convite foi para você, ou se você tiver dúvidas certifique-se para quem o convite é especificamente dirigido. Afinal o anfitrião pode não estar preparado para receber em casa  mais pessoas do que previa.

4- Quando estiver hospedado na casa de alguém, mantenha o seu espaço limpo e arrumado. Não faça desordem na sala, não mexa na cozinha, não abra o frigorífico, e tão pouco pegue algo para comer sem que lhe seja oferecido.

5- Esta regra serve para homens e mulheres, NUNCA use os perfumes ou as roupas pessoais da dona (ou dono) da casa. NÃO mexa no armário de roupas do anfitrião, não mexa no que não é seu.

6- Se você for utilizar o mesmo banheiro que o dono da casa, por favor seja discreto e mantenha-o limpo. Não fique mexendo nos armários do banheiro, isso é detestável. Não deixe suas roupas sujas espalhadas, guarde-as numa sacola e leve-as para lavar em sua casa.

7- Procure levar seus pertences pessoais como roupas suficiente de acordo com a temperatura local, peças íntimas, secador de cabelos,  escova de dentes, pasta de dentes, shampoos, sabonetes, e toalhas de banho. É muito chato ter que ficar pedindo estas coisas aos donos da casa.

8- Esteja atento a altura em que você pretende se hospedar na casa do anfitrião, e se o anfitrião for casado, certifique-se de que sua estadia na casa não irá causar um transtorno entre o casal.

9- Se você tiver filhos, a preocupação deve ser redobrada. Não deixe que os seus filhos destruam a casa do anfitrião, mesmo que este anfitrião seja a sua mãe, o seu irmão, ou um parente chegado.

10- Não faça na casa do seu anfitrião, o que você não gostaria que fizessem na sua casa. Não se exceda no banho, não utilize o telefone do anfitrião, não peça para utilizar o carro do anfitrião, nada de utilizar a Jacuzzi (banheira de hidromassagem) e não quebre nada. Se quebrar assuma e prontifique-se a pagar o estrago.

11- Seja comedido, não fique hospedado na casa de uma pessoa por dias a fio, ninguém gosta disso, por mais que tente ser simpático e lhe digam  “Ora, já se vão? Fiquem mais uns dias”. Isso é apenas uma forma de ser educado, quase ninguém gosta de ter pessoas hospedadas por tempo indeterminado em casa.

12- Durante a estadia seja simpático e se proponha a partilhar gastos, converse com o anfitrião e em comum acordo com ele, faça uma compra de supermercado. Hoje em dia é bom dividir despesas. Mesmo que seja  deixar o seu filho na casa de um parente, ainda assim contribua com alguma coisa. É falta de educação deixar os filhos na casa de outras pessoas e sequer se preocupar se haverá ou não condições (comida, local adequado, etc) para hospedar a criança. Proponha-se  a ajudar na limpeza da casa.

13- Quando for embora para sua casa, lembre-se de enviar um cartão com flores, ou uma prenda em agradecimento a hospedagem.

14-Assim que possível você terá que retribuir a hospedagem, é de bom tom retribuir o convite e hospedar o seu anfitrião da mesma forma como foi hospedado, ou seja com todo zelo possível.






Dicas de Etiqueta para Anfitrião:

1- A primeira regra e a mais importante é: Não convide ninguém para se hospedar em sua casa, se você não aprecia visitas em casa. Seja íntegro consigo sempre, se alguém “se” oferecer para ficar em sua casa, e você não estiver disposto a recepciona-lo, diga delicadamente que no momento isso é inviável para você. Alegue situações profissionais, horários complicados, ou até mesmo um problema pessoal que precisa de sua total atenção no momento. Nunca alegue falta de espaço, pois a pessoa pode lhe responder:”Não tem problema, eu me ajeito em qualquer canto”.

2- Antes de convidar alguém para se hospedar em sua casa, veja se você tem cama, cobertores, lençóis, comida, e espaço suficiente para hospedar alguém. Não dá para convidar alguém para ficar em sua casa e achar que a pessoa vai adorar dormir no chão, não é mesmo?

3- Verifique se no banheiro todos os aparelhos estão funcionando, como secador de cabelos, luzes, água quente, aquecedores, etc.

4- Mesmo que seu hóspede traga seus pertences pessoais, é de bom tom deixar no banheiro disponível shampoo, gel de banho, condicionadores, toalhas limpas, sabonetes (novos por favor) para que o hóspede possa usar.

5- Quando o hóspede chegar em sua casa, seja gentil ofereça um sumo, uma água fresca, e leve-o até o quarto para que ele possa acomodar os seus pertences pessoais.

6- Deixe-o a vontade para que ele possa descansar um tempo, ou até mesmo tomar um banho.

7- Se você receber flores do seu convidado, coloque-as imediatamente num vaso;  se receber doces, sobremesas, chocolate ou outro prato qualquer, partilhe com todos. É falta de educação guardar e não oferecer à todos.

8- Se você tiver que sair para algum compromisso pessoal, avise o seu hóspede e diga à ele que pretende voltar em breve, deixando-o a vontade.

9- A noite, pergunte ao seus hóspedes se ele deseja tomar um chá, um leite com chocolate, ou fazer um lanche. Pode ser  que o seu hóspede esteja acostumado a fazer uma refeição antes de dormir.

10- Para facilitar, a noite deixe uma garrafa com água mineral e copos limpos no quarto do hóspede.

11- Tenha em mente um programa de diversão para fazerem durante os dias em que o hóspede estiver em sua casa, veja antecipadamente os pontos turísticos que você poderá leva-lo, e caso você não possa acompanha-lo tente ajuda-lo a encontrar uma forma de facilitar a chegada do mesmo até o local pretendido. Sugira os meios de transportes disponíveis na região e oriente-o como fazer.

12- Evite se irritar, sabemos que não é nada fácil termos pessoas hospedadas em nossa casa, afinal perdemos totalmente a nossa privacidade; porém tente ser gentil e não demonstrar o seu descontentamento.

13- Não espere que lhe retribuam a gentileza que você está a fazer; ou seja, não espere que um dia você poderá ser hospedada na casa do seu hóspede, você poderá decepcionar-se.

14- Ao fim da estadia do seu hóspede, ofereça alguma recordação como prenda, para que ele possa lembrar desta viagem e do tempo que se hospedou em sua casa.

Espero que tenham gostado e que as dicas dadas aqui lhe sejam úteis! 😉



64 Comentários

  • Pesquisando sobre o assunto para escreve um post similar encontrei esse texto em 4 sites diferentes! O mesmo texto com as mesmas fotos!!
    Foi plágio? Se sim comunique o google que ele pune os plagiadores
    Gostei muito
    Abs

    • Boa tarde Sr. Renato,

      Relativamente ao seu comentário em nosso blog, gostaria de saber em quais sites o sr. viu o mesmo texto IGUAL , sendo que fui eu
      quem o escreveu baseada em minhas experiências pessoais como hóspede e como anfitriã. Quanto a foto, a mesma também foi criada por mim, por isso agradecia imensamente que o sr. se possível enviasse-me os referidos links que contém o texto igual ao meu.

      Muito obrigada pela sua atenção.

  • Kátia
    Se você digitar no google o título do seu post verá que mais de 5 sites copiaram seu texto sem autorização. Achei que o texto era de sua autoria porque é a publicação mais antiga. Pesquise sobre plágio na internet e se informe das providências. Eu sei que o google pune os plagiadores desindexando o site deles das pesquisas mas você tem fazer uma reclamação e eu não sei como funciona. Tem que pesquisar.
    Aqui vai o link do google
    http://www.google.com.br/#hl=pt-BR&rlz=1R2GGIE_enUS401&sa=X&ei=pqkkTvqwGIjWgQfCk-m-Cw&sqi=2&ved=0CBoQBSgA&q=dicas+de+etiqueta+para+anfitri%C3%A3o&spell=1&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.&fp=551a98f9bb80e4ff&biw=1366&bih=618

    Vários amigos meus que tem blogs já foram plagiados. Infelizmente aluns que não tem conteúdo e nem capacidade para escrever um post, copiam o talento de outros com intuito de receber mais visitas. Muito triste

    Abs e parabéns

  • Olá, eu tenho um familiar que vem dormir a minha casa por pouco tempo. A pessoa em questao assume que o nosso quarto é dele. Fico um pouco irritado com isso, pois nem agradece nem se oferece para dormir no sofa onde terei de ficar com a minha parceira. Visto a pessoa ser ja idosa tenho dificuldade em dizer para ir para o sofa. Gostaria de lhe pedir uma sugestão quando a este problema.

    • Olá Pedro,
      Realmente a situação é difícil e já passei por isso.
      Desculpe a minha sinceridade mas eu como anfitriã não sou lá gde coisa e como hóspede então piorou, detesto ficar na casa das pessoas. Acho inconveniente para ambas as situações.
      Bem na verdade, se eu fosse vc, antes de tudo iria me certificar de qto tempo esta pessoa pretende exatamente ficar hospedado em sua casa.
      A seguir tentaria deixar claro que vc e sua companheira tem um ritmo de vida, o qual pretendem mante-lo e que ter hóspedes por mto tempo é um pouco complicado, dado que vcs trabalham, tem compromissos pessoais (justifique-se com algo como o seu trabalho, filhos, escola, tempo, horários, necessidade de dormir bem a noite, ou algo que encaixe com o modo de vida seu e da sua companheira).
      Caso o hóspede não ‘se toque’ ou seja não perceba q está tirando a liberdade do casal, acho que vc terá q ser mais direto, mesmo sendo uma pessoa de idade, falando com jeitinho quem sabe. Boa sorte.

  • Estou indo passar uns dias na casa dos meus padrinhos no interior e gostaria q me mandasse dicas de como me -portar por lá

  • Olá,

    As vezes convido umas amigas da minha filha para ir em casa e não espero (as mães) baterem na porta, logo que a portaria liga, costumo ir lá fora para recebê-los e logo os convido para entrar, tomar um suco ou café, mas a pessoa agradece e não aceita o convite. Estou fazendo algo de errado ?. Deveria esperar bater na porta, convidar para entrar e oferecer alguma coisa ?. O fato é que embora não tenha uma amizade tão próxima, sempre encontro as mesmas pessoas, na escola, aniversários, por isso entendo que não deveria ter tanta formalidade mas não estou certa disso, por isso peço a sua orientação.

    Obrigada

    • Olá Marcela, não acho que vc esteja fazendo algo errado, acho que hj em dia as pessoas não estão acostumadas com este tipo de coisa.
      Duro dizer isso não é?
      Mas infelizmente na minha ótica vejo que hj em dia “algumas pessoas” não querem uma aproximação para além daquela da mera formalidade de encontrar nas reuniões da escola do filho, ou em qq outra reunião social; parece que elas têm receio, e que ao aceitarem algo do gênero, tomar um suco, terão de retribuir e não estão dispostas a isso.
      Ao menos é assim que eu penso e que observo nas minhas relações pessoais.
      Agem assim: Não se aprofundar mto na intimidade dos outros, para não correr o risco de ter que permitir que se aproximem e se aprofundem na intimidade deles.

      Mas tente fazer o contrário, espere que a pessoa bata a porta e só então abra, e convide-as a entrar para um café, caso não aceitem; com certeza o problema não é vc ou algo que esteja fazendo, até porque seu gesto é mto simpático, o problema são elas 😉

  • Boa tarde, estou incomodada com a seguinte situação:moro em lugar de praia, tenho um primo que anunciou que viria em minha cidade com sua esposa e filho, para ser gentil meu esposo acabou oferecendo para ele ficar em nossa casa. Contudo, eu não gostei muito da ideia, pois este meu primo sequer lembra de mim quanto estou em sua cidade, para começar fez festa de aniversário e não convidou nem a minha mãe que sempre gostou dele como um filho. E para completar vai ficar uns 7 dias aqui em casa, e não para por aí, disse que vai trazer seus pais também. Para aproveitar o embalo sua irmã disse que também vai vir, só que para ficar 15 dias e com o seu respectivo namorado. Olha não sei o que fazer não posso dispensá-los, visto que já compraram as passagens, mas também estou sentindo muita tristeza, é como se fossem invadir a minha casa eu não posso fazer nada. Pelos meus tios eu não me importo, pois eles são muito bons, mas os seus filhos não me dão a mínima e ainda querem ficar dias em minha casa, o que eu faço?

    • Fernanda, cada pessoa é uma pessoa, e por isso fica difícil opinar numa situação como esta.
      Seu esposo deveria ter antes falado com vc.
      A principio era somente algumas pessoas, agora já sao varias.
      Mas parece que vc ja respondeu a sua pergunta dizendo acima que: …”não posso dispensá-los, visto que já compraram as passagens”….
      Eu sinceramente não aceitaria esta situação e daria um jeito, nao iria suportar isso na minha propria casa.
      Diria que sao mtos dias, que sao mtas pessoas e que vcs nao tem condiçoes para hospedar tantas pessoas e que eles ficarão mal instalados. Olha sinceramente nao sei, mas algo eu diria para impedir que eles viessem, nao acho correto com minha integridade psicologica aceitar isso. Mas como eu disse acima, cada pessoa é uma pessoa nao é? E nao é facil opinar….

        • De nada Fernanda, desculpe nao poder te ajudar, como digo quase sempre é facil a gente resolver os problemas dos outros, mas os da gente…ou qdo somos nos a passarmos pelo problema é mais dificil. Eu posso sugerir que vc faça isso ou aquilo, mas somente vc mesmo é que terá de decidir e ver o que melhor se enquadra na sua situação. Boa sorte. 🙂

  • Quero convidar minha cunhada para vir conhecer meu apartamento, pois acabo de me mudar. Ela mora a 90 km de distância. É um apartamento pequeno de 46m2 e não tenho quarto de visita, o outro quarto transformei em closet.
    Minha intenção seria convida-la (ela e o noivo), para um almoço de domingo, mas meu namorado quer convida-los para um jantar no sábado e para eles dormirem aqui, mas eu não quero, acho que meu apartamento não tem lugar para hospedar alguém, como devo fazer?

    • Olá Bruna, acho que vc deve expor sua opinião para o seu namorado.
      Diga que é chato convidar alguém para pernoitar em sua casa e não oferecer condições decentes para que a pessoa fique minimamente confortável. Eu já morei em apto pequeno e sei que é complicado. Acho que qdo nao se tem condições o ideal é fazer como vc fez, convidar para um almoço com a garantia de que a pessoa nao va ficar. No convite pode-se nas entrelinhas dizer que vc gostaria de poder oferecer melhores condiçoes porem não tem espaço suficiente para que possa oferecer o minimo de conforto. Bem, aí vc pode correr o risco de ouvi da pessoa: “Ahhh mas eu nao me importo de dormir no chão.”. Digo isso pq ja me aconteceu e eu sinceramente nao sei como as pessoas nao se apercebem qdo o anfitrião não está a fim de “prolongar” a visita….enfim. Neste caso eu não tive alternativa pq a pessoa dormiu mesmo no chão. Por isso as vezes penso duas vezes antes de alegar falta de espaço. Mas enfim, fale com seu namorado e explique a ele a sua opinião, opinião diga-se de passagem mais do que justa e coerente.
      🙂

  • Vivenciei a seguinte situação um tempo atrás: meu pai tinha uma casa de praia e eu costumava viajar pra lá com minha esposa e cunhados. Uma vez meus cunhados levaram um casal de amigos, sem nos consultar, e depois esse casal queria levar as respectivas famílias, sem nos consultar, mas ficava nas entrelinhas. Como isso me incomodou, cancelamos algumas viagens, teve até um mal estar uma vez. A casa era grande, até dava pra acolher, mas achei muita folga desses amigos e falta de noção do meu cunhado. Às vezes me sinto mal qdo lembro, pois esse meu cunhado é gente boa, já me ajudou muito. Será que fui egoísta, fiz questão por besteira ou eles que estavam errados? Obrigado.

    • Olá Lima, acho que vc foi correto.
      Como eu sempre digo, reza a boa educação que ao sermos convidados para nos hospedarmos em algum lugar, ou seja, na casa de amigos, é de bom tom não abusar. A casa pode ser grande, mas não é por isso que os donos estão predispostos a hospedar um tropa completa. Até pq, mesmo que o anfitrião tenha dinheiro, isso implica em gastos a mais como água, luz, gás, etc. Uma vez aconteceu-me de receber familiares em casa por 15 dias, já que na época eu morava na praia e claro todo mundo queria ir no verão. Pois bem, após a hospedagem chegou minha conta de luz, gás e água, quase enfartei qdo vi. Depois disso, NUNCA mais. Pode ser egoismo, pode acharem o que for, mas não tenho obrigação e acho que os outros tb não tem, só pq tem casa grande ou mora na praia de ficar hospedando meio mundo. Qto ao teu cunhado ter te ajudado, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, como se costuma dizer. Não é pq ele já te ajudou que pode ultrapassar os limites. Talvez vc pudesse te-lo chamado de lado e dito para ele que não estava gostando da situação e dizer os seus motivos, mas enfim, será que ele entenderia?

  • Olá

    Gostaria de saber por que certas pessoas , ao receberem uma visita na sala de estar da casa delas, não fecham a porta da sala durante a visita toda. Recentemente, estive na casa de uma recém conhecida e colega de um curso com quem trocamos algumas caronas e ela fez isso. Senti-me incomodada o tempo todo, fora o fato de que estávamos conversando sobre nossos trabalhos e a filha dela estava dormindo no chão da sala, e o filho de 5 anos demonstrou todo o seu desagrado por ele ter pensado que era ele quem receberia a visita de uma amiguinha dele, e me olhou com raiva, desde que cheguei. Conversamos bastante, mas resolvi ir embora depois de 2 horas de visita. Confesso que fiquei bastante incomodada, e prometi para mim mesma não repetir a visita. Mesmo porque, depois de eu convidá-la por umas 3 vezes para vir me visitar em minha casa, ela alegou não poder, por não ter carro… Eu desisti do curso que fazia com ela, mas pretendia continuar a amizade, no entanto, ela coloca sempre empecilhos- no caso, os filhos pequenos- para travar de uma amizade mais normal. Decidi que não quero mais ir lá, nem conversar mais com ela. Agora, estou me sentindo mal, pois sempre tento fazer amizades de ir na casa dos amigos e receber em minha casa, mas não tem dado certo.

    • Olá Mariza, creio que isso não ocorre só com vc. Parece que ultimamente as pessoas tem andado bastante “ensimesmadas”, fogem do convivio e evitam qq aproximação que possa a levar uma visita ou algo similar. Não sei se é medo de que as pessoas que se aproximam …o estão fazer por “querer” algo ou algum beneficio. É um medo estupido, mas é o q tenho percebido nas pessoas. Isso para nao falar naquelas que pensam o que poderão ganhar com a sua aproximação, ou seja, o que ela, a Mariza me trará de benefício? Nada? Ah então não me interessa. As vezes choco as pessoas com a minha sinceridade mas é isso que eu penso. Parece q hj em dia é dificil travar uma amizade sem interesse. Antes era mto mais facil, hj as pessoas tem medo de invasão de privacidade. Acho que é uma certa fobia que ataca algumas pessoas. Lembrando sempre que……não generalizo, como tudo felizmente há excessões, mas eu até hoje não vi….rss Por isso nao se preocupe, tem ocorrido com mta gente. 🙂

      • Obrigada, Kátia, por ter respondido!! você tem razão, também sinto esta dificuldade. Principalmente por estar morando em outro Estado, sinto há anos, muita dificuldade em fazer amizade por aqui(ES). Sou paulista, sempre fui habituada a abrir minha casa para as pessoas que gosto, mas parece que aqui, este costume é meio raro…. As pessoas estão com medo de se envolverem , de trocarem experiências e de se abrirem para outros seres humanos, semelhantes a eles. É uma pena que prefiram viver no isolamento. Eu não sou assim, apesar de ter pouquíssimas pessoas que já vieram à minha casa nova, eu sempre costumo procurar as pessoas de quem tenho algum apreço e afeto para bater um papo saudável. Porque, ô loco, meu!Não dá para ser uma ilha, não é mesmo?…

        • Olá Mariza, imagine eu que agradeço o seu comentário no meu blog.
          É pena mesmo que seja assim, eu tb acho o convívio super saudável, mas……
          Vivo em Portugal há quase 1 década e aqui não me parece mto diferente do Brasil.
          Enfrenta-se tb as mesmas dificuldades.
          Chego a ficar meses e meses sem ver minha vizinha de andar. Somos só nos duas no andar e em 2 anos eu só a vi umas 3 vezes e nunca sequer tentou saber mais sobre mim, embora eu tivesse tentado entabular uma conversa amigável.Pior q ate os brasileiros que aqui vivem são desunidos. Deus me livre! Enfim…vidas….pessoas e “Seres Humanos”. Difícil é compreender.

    • Mariza,

      É bom tentar entender o lado da outra pessoa também, eu por exemplo tenho 2 filhos pequenos e sei como é cansativa a rotina do dia a dia, se é difícil sair com duas crianças pequenas quando se tem carro imagina quando tem que pegar ônibus ou metrô, nem sempre é possível sair sozinha sem os filhos, aliás é raridade. Muitas vezes deixei de visitar uma prima solteira porque ela só gosta de crianças quetinhas e os meus não são, quando aceita o convite tem que ficar controlando onde as crianças estão o tempo todo e cortando a conversa o que fica chato. Por isso deixo aqui um texto da Camila furtado que fala bem sobre esse momento, o titulo do texto é : Peço desculpas a todas as minhas amigas que tiveram filhos antes de mim: http://tudosobreminhamae.com/blog/2013/3/26/desculpe-a-todas-minhas-amigas-que-tiveram-filhos-antes-de-mim

      • Olá Keliane, pois é como dizemos né? Cada um sabe onde aperta o seu calo.
        Infelizmente nem todo mundo pensa igual, mas acho que acim de tudo o importante é ter bom senso em qq situação para não sair estressada e tão pouco estressar as pessoas. Melhor uma “desculpa” simpática do que criar um clima não muito agradável entre amigos e familiares.

  • Ocorreu comigo a seguinte situação. O cunhado de minha esposa se hospeda em nossa casa de vez em quando, vêm a trabalho. Mas comecei a me incomodar, pois o mesmo bebia quase todo os dias que aqui ficava. Recentemente ele saía pra beber e chegava em horários em que eu já estava deitado. Na ultima vez ele chegou uma da manhã, tocando o interfone. Temos uma filha de 1 ano que acordou. Levantei irritado e disse que aquilo não era hora de perturbar na casa dosque outros. No dia seguinte ele me ligou reconhecendo o erro, mas notei que ele não gostou de eu haver chamado a atenção. Estava arrogante no telefone. Reafirmei que minha casa tinha limites. Fiz errado? Fui grosso ou indelicado?

    • Lima. Fez certo. Se ele achou que vc foi indelicado, problema meramente dele.
      Na sua casa quem determina o “funcionamento” é vc, se ele agia como vc descreveu, nada mais justo do que ser chamado a atenção. Alias hj em dia eu não sou a favor de hospedar em nossa casa, a não ser que realmente não haja mesmo nenhuma outra alternativa. Algumas pessoas podem se ofender, mas nossa casa não é hotel. O mesmo (observe) fazem com a gente. Qtas e qtas vezes eu estava numa cidade longe da minha casa, até por motivo de funeral de um familiar, e a familia sabia que seria dificultoso encontrar transporte para a minha cidade e sequer me disseram para pernoitar na casa deles. Por isso hj em dia já está bem explicito que aqui em casa não é possivel hospedar ninguém. Podemos alegar os mesmos motivos que os demais alegam, do tipo na minha casa nao tem espaço e vc ficará desconfortavel, ou eu acordo muito cedo, tenho uma vida bem regrada pelo que, nao creio q seja conveniente nem para mim e mto menos para vc se hospedar em minha casa; ou ainda tenho filhos pequenos que choram a noite toda e por isso nao posso hospedar pessoas….enfim justificativas é o que nao faltam. 🙂

  • Olá Kátia!!!! Morava no interior do Pr, e estou na Capital Catarinense, onde tenho uma casa confortável na beira da lagoa. Estava pensando em tornar minha casa em pousada, pois todas as vezes que um amigo ou parente me encontra, diz que vai me visitar, sem eu mesma convidar. Acho até engraçado, pois não podem me ver que já perguntam como vai a casa. E já vieram uma família inteira, até com babá, onde nem tinha nem colchão para eles, foram até comprar para poder dormir, fazia um frio danado em Julho. Eles ficaram 9 dias, eu tinha que cozinhar para eles, limpar a casa, lavar a louça, e ainda levar eles para passear. Eles eram mais endinheirados e não queriam ir para um hotel. Depois, vieram mais outras visitas. Bom, mas agora eu digo que gastei demais com reformas e os quartos são para turistas que pagam, não aguentava mais. Mesmo assim, tem parentes que ficam me falando que gostariam de me visitar, gente que não tem semancol. Pois eu sei que todo mundo que mora em praia sofre do mesmo mal. Estou desabafando! Gostei das suas dicas. beijos.

    • Olá Má, adorei seu comentário. Já passei por isso, morava na praia e o povo achava que minha casa era hotel. Eu simplesmente odiava, não me importo de ser sincera e dizer claramente isso. As pessoas sequer tinham a dignidade de dizer se eu queria que contribuissem com algum dinheiro para pagar a conta de luz e água q vinha altissimas devido a tantos banhos por dia. Realmente as pessoas nao tem semancol. Afinal se eu nao convidei é pq nao quero que venham, se eu quisesse ….teria feito o convite. Vc fez mto bem, diga isso mesmo, q gastou mto com a reforma e agora precisa cobrar para reaver seu investimento. Afffff…povo folgado tem em todo lugar Brasil, Portugal ….Cruzes! rssss Beijos

  • Olá, katia!

    Recentemente recebi em minha casa uma colega de minha irmã, que ela não via há vários anos; veio ela e a filha. Achei de mal tom, pois ela mesma se convidou para vir até minha casa; não sou anti-social, mas acho creio que o dono da casa deve, ao menos, ser comunicado da vinda do hospede. Pois bem, elas vieram, e achando pouco, ainda prolongarão a estadia e agiam na maior cara de pau. Pegava coisas sem pedir, a mão da menina dizia que a filha iria morar na minha casa, sem nem consultar nada a ninguém daqui de casa, a menina também era como a mãe, sem noção. Minha mão teve que ser até meio grosseira com ela, para que percebesse o incomodo, no fundo eu não gosto de ser degradável com as pessoas, nem de ver alguém passar por isso, mas na situação em questão, foi preciso. Beijos Kátia!!!

    • Olá Sonia. 🙂
      Concordo com vc.
      Eu tb não gosto de ser desagradável com as pessoas, mas tem umas que imploram por isso…rss
      Como eu disse abaixo em algum comentário que fiz, hj já não convido ninguém para ficar na minha casa.
      Que me perdoem os “hóspedes” de plantão, mas se for para eu passar raiva e para ficar um clima péssimo prefiro ser bem sincera e dizer não. Pode ser que eu seja anti social, mas eu acho que certas pessoas abusam da boa vontade alheia…então decidi por esta opção. Beijos e obg pela participação aqui no nosso blog. 🙂

  • Olá Kátia. Estou com uma dúvida. Recentemente fui visitar minha sogra por 3 dias juntamente com minha filha e meu marido. A minha cunhada mora no mesmo condomínio mas em outro prédio. Depois de viajarmos mais de 1 hora de avião e alugarmos um carro devido a distância do aeroporto até a residência, chegamos lá. Aguardei que minha cunhada e seu filho nos ligassem ou nos visitassem, mas nada ocorreu. Fiquei muito magoada. Qual seria o correto? Eu deveria visitá-la ou ela deveria ir ao nosso encontro já que é a casa da mãe dela e ela sabia que iríamos até lá? Fiquei na dúvida se eu fui mal educada ou ela. Muito obrigada.

    • Olá Virginia, obrigada pela participação aqui em nosso blog.
      Bem começo ainda antes, no fato de vcs terem de ter alugado um carro para ir até a residência.
      A primeira coisa q esperamos é q qdo chegamos num aeroporto há de estar alguém a nossa espera.
      Qto a sua cunhada, ela deveria ter ido a casa da mãe dela para te dar as boas vindas.
      Creio que mesmo deixando as regras de etiqueta de lado, qq pessoa de bom senso pensaria que se uma pessoa vem de tão longe para passear na casa da minha mãe, o mínimo que devo fazer é ir até lá cumprimenta-la e dizer um
      olá. Pensando ainda por outro lado, até ficaria mal vc ir até a casa dela sem ser convidada. Espero ter ajudado 🙂 Abç

  • Olá tudo bem com voces? meu problema tambem moro no Rio de janeiro e todos la da minha cidade resolveram que querem visitar o Rio nada contra desde de que fiquem em um hotel. mais a pergunta e sempre a mesma possso ficar na sua casa? oh pessoal sem noçao. cruzes.inclusivel estou fazendo um post no meu blog sobre esse assunto. rs beijos

    • Falou tudo Val. Pessoal sem noção mesmo, cruzes….rsss
      Aqui em casa já sabem, acabou a mamata da hospedagem de graça, chega minha casa não é hotel. Se quiserem me chamar de chata, podem chamar a vontade, cansei! 😉
      Depois manda para a gente o link do seu blog, seria um prazer conhecer o que vc escreve. Bjs e Boas Festas.

  • Olá Kátia,
    Há dois anos mudei de um apartamento para uma casa, e desde então percebí o interesse dos parentes em ficar em casa,se oferecem para comer churrasco aqui,tem um outro parente (um casal e um filho) que ficaram uma semana em casa e não se ofereceram em nenhum momento em ajudar com a despesa.No natal
    vem todo mundo para ficar o dia aqui,mexem em tudo, fazem a maior bagunça.O pior é que são os parentes da minha esposa, e quando falo que eu não gosto destas visitas a minha esposa fala que eu sou anti social.O que você acha? Devo mudar com relação a isso?

    • Olá Algusto, acho que vc deveria conversar com a sua esposa e expor para ela o q vc pensa sobre a atitude destas pessoas, mesmo que seja família dela. O diálogo é fundamental. Explique a ela sobre eles não contribuirem com nada e tão pouco perguntar se vcs precisam de alguma ajuda. Já qto a mexerem em tudo, isso é uma invasão de privacidade e é mais do q natural de vc se sentir desconfortável. Pergunte a sua esposa, se fosse o contrário, se ela gostaria? Pergunte a ela, se fosse os seus familiares a tirarem a privacidade dela, a mexerem em tudo e ficarem na casa dela comendo e bebendo a bel prazer e ao fim ela ter de limpar tudo, ou pagar tudo. Acho q ela não ia gostar nao é? É apenas uma questão de conversar e pedir a ela que se ponha no seu lugar. Posso te garantir que ela nao ia gostar e ia logo cortar com tudo isso rapidinho. Boa sorte e bom ano para vcs. 🙂

  • Olá, boa noite.
    Estou precisando de uns conselhos, eu moro no fundo da casa do meu sogro e tem as cunhadas e um cunhado, e sempre eles vem em casa e entram sem bater na porta, outro dia o meu cunhado entrou, quando percebi ele já estava na sala, eu acho isso estranho, não gosto, hoje a minha cunhada veio e já foi entrando trazendo uma visita dela pra rever o meu marido, uma antiga vizinha deles, eu fiquei tão sem jeito que permaneci no meu quarto e o meu marido ficou com ela na sala, daí quando ela foi embora ele achou ruim comigo de não ter recepcionado ela, e nós discutimos muito, ficou um clima horrível, o que devo fazer? Eu estou muito incomodada com isso. pois não gosto de visitas inesperadas.

    • Olá Sara,
      Bem eu acho q vc deveria ter uma conversa sincera com o seu marido. Diga a ele, que imagine se vc está
      sem roupa, ou mais a vontade e entra alguém e vê vc?! Ele iria gostar? a nossa casa é o nosso refúgio, a nossa intimidade, onde descansamos, revigoramos energia para um dia de trabalho e até recebemos amigos e/ou familia, mas isso é qdo nos convém e qdo desejamos e não qdo visita acha q deve ser.
      fale com o seu marido sobre isso.
      Viver a dois não é fácil, mas vc tem o direito de dizer como se sente invadida com isso.

  • Katia
    O que è “se convidar”? È errado pedir para ir na casa de praia do tio? Uma tia fala:- se eu convidar ou chamar, tenho que pagar tudo para a pessoa! Se uma tia chama a minha irma para a casa de praia dela e nao eu, estaria errado, sendo que os dois irmaos moram na mesma casa? (Igual, se chamar um da casa, tem que chamar todos os que moram na casa, para nao ficar “chato na familia” tipo mal estar, (sendo os dois de menor)? Me aconteceu esta situaçao – chamaram a minha irma, mas nao eu, mesmo tendo meninos na casa de praia – primos (foram em grupo de parentes, entre1996-2008 e sempre me deixaram de “fora”- salvo exceçoes). Sinto mal com a situaçao ate hoje (2015). Sei que ninguem è obrigado a chamar ninguem para a casa de praia, mas se chamou a minha irma, porque nao chamou eu tambem? Minha tia cometeu alguma “gafe”? Outra, ja fui na casa de praia de um tio. Pedi para ir, fiz errado? Mesmo sendo parente (o tio irmao de minha mae)? A avo de um colega me falou: claro quepode pedir para ir!! Voce nao faz parte da familia? E os filhos dele – os meus primos- gostaram que eu fui e ate pediram paraeu ir mais vezes. E a tia – esposa dele – tambem gostou. Mas ajudei nas despesas (dei um dinheiro). Fiz algo errado?

    • Olá Bruno, não há regras fixas. Se vc pediu para ir e eles aceitaram e gostaram, legal.
      O mesmo que aconteceu com vc de convidarem uma pessoa e não me convidarem, tb já me aconteceu.
      Suponho que se não fui convidada é pq não faziam questão da minha presença. Fiquei chateada? Sim, fiquei, mas não posso infelizmente obrigar as pessoas a gostarem de mim e se a pessoa que não me convidou não “se toca” qto ao que fez, não serei eu a dizer. Eu não sei o motivo pelo qual sua tia convidou sua irmã e vc não, mas na minha opinião, ou ela convidava todos, ou não convidava ninguém. Aí está mais um motivo pq não dá mto certo essas coisas. Depois de viver algumas situações parecidas com as que vc vivenciou, aprendi. 😉
      Agora me colocando do outro lado, ou seja, do anfitrião, eu sinceramente não gosto que se convidem para virem na minha casa. Vc gostaria? Imagine se a tal pessoa é alguém que vc não gosta e além disso vc sabe q a pessoa só está querendo ir na sua casa, pq vc tem uma casa de praia, e não pq ela aprecia a sua companhia. Isso já me aconteceu. A pessoa na maior cara de pau se convidou p/ vir na minha casa, hospedou-se, curtiu bem e mal conversou comigo durante a estadia dela. Assim não dá né? 🙂 No mais a minha dica e é o q eu uso p/ minha vida, é não impor minha presença para quem não faz questão de estar comigo, o mesmo eu agradeço que façam para mim. Pode soar um pouco rude, mas a vida ensina a gente não permitir que façam conosco aquilo que nos faz mal. Obrigada pelo seu comentário e me desculpe pela demora em responder.

  • Olá Kátia. Eu tenho 15 anos e estou querendo passar pouco mais de um mês na casa de uma tia muito querida (sempre falo com ela) que mora em um estado diferente do meu. Sempre quando meus pais e eu viajamos para esse lugar minha mãe pede para ficar na casa dessa minha tia. Minha tia é muito legal e sempre aceita. Vc acha que é errado pedir para somente eu ir pra casa dela ? Gostaria muito de saber sua opinião.

  • Oi Kátia,
    Gostaria de uma opinião de alguém de fora, caso eu esteja errada, quero enxergar.
    Tive bebê que hoje completa um mês, como todos os pais recentes ainda estamos nos adaptando, minha casa está uma bagunça, às vezes nem tenho tempo de comer. Além disso a casa é muito pequena, não tem quarto sobrando e o espaço é bem reduzido. Acontece que minha sogra está querendo vir passar uns dias aqui conosco, para conhecer o neto, ela mora em outro estado, já conhece nossa casa e sabe dessas condições.
    Estou me sentindo muito mal, porque ninguém pediu minha opinião, com um bebe pequeno, sem tempo nem disposição pra mais nada, a última coisa que quero é receber hospedes. Ao mesmo tempo penso que no lugar dela também queria ver o neto, e não quero magoar meu marido que tem sido muito bom. Acredito que ela deveria esperar mais um pouco, mas ela quer aproveitar o fim de ano em que meu marido terá uns dias em casa, depois disso só no fim do ano que vem.
    Estou sendo egoísta? Se não como dizer sem magoar? Digo ao meu marido que incentiva a sua vinda ou à ela?

    • Oi Tânia, que situação a sua hein?! Caramba.
      Eu a compreendo perfeitamente e acho que sentiria a mesma coisa, este momento é tão delicado, tão seu, que receber hóspedes é tudo que a gente menos quer nesta hora. Mas se é como vc disse que se não for agora, só poderá ser no fim do ano que vem, parece-me que vc não tem muitas alternativas a não ser aceitar a vinda dela. Talvez sutilmente, se vc falasse com seu marido como se sente neste momento, ainda em adaptação, e ter alguem em casa, mesmo que seja da familia te deixará ansiosa pelas condições todas que tem, quem sabe ele assim compreenda e decida por ele mesmo que não seja o momento adequado. Afinal, fim de ano, casa por arrumar, casa pequena, e um bebe novinho e ainda vc a se recuperar do parto, acho que devia ser um momento só de vcs 3. Hóspede neste momento acho um bocado complicado.

  • Não me sinto a vontade me hospedando na casa das pessoas sejam elas quem forem. Também não fico a vontade sendo anfitriã! Uma das melhores invenções do mundo foram os hotéis, hospedagens e afins…! Pode ser um “pulgueirinho”, pago e com gosto pra ficar lá e não dar trabalho pra ninguém!!

    • Concordo plenamente Patricia. Nem eu me sinto a vontade em ficar hospedada na casa das pessoas e tb não me sinto a vontade com pessoas hospedadas na minha casa. Prefiro um hotel, sem dúvida.

  • Olá Katia,
    A Pouco me mudei para Fortaleza, e como na minha cidade natal não tem Praia, muitas pessoas demonstram interesse em me visitar. Um Amigo que mora em minha cidade natal me enviou mensagens dizendo que estava PENSANDO em nos visitar no Carnaval, eu pensei, o feriado do carnaval é em uma terça-feira, não tenho expediente na segunda que antecede, então não vi problema. Porém o mesmo não me confirmou nada. Passando-se alguns dias, quando eu já não esperava mais, ele veio me falar que já havia comprado as passagens, para a semana que antecede o feriado de carnaval, não me consultou quanto a questão da data e nem aos horários, não me perguntou quanto a nossa disponibilidade nesses dias, comprou a passagem para o meio da semana e ainda chegando de madrugada. Mas o que acontece é o seguinte, eu e meu marido trabalhamos e não temos disponibilidade para “recebe-lo” na data em que ele comprou a passagem, saímos cedo e chegamos tarde em casa nos dias de semana, não temos tempo para passeios. Ou seja não houve bom senso da parte deste “amigo”, pois a semana que antecede o carnaval ainda não é Carnaval, e quando disse que não havia problema foi porque ele se referiu ao Carnaval, e eu entendi o Fim de semana e o Feriado, que é quando vamos estar disponíveis. E o pior é que quando falei que nós não poderíamos dar a devida atenção a ele pois nós trabalhávamos ele me respondeu dizendo que vai ficar 10 dias, e ainda fez exigências dos lugares que quer conhecer. O que eu faço nessa situação?

    • Olá Cintia,
      Bem, eu sou sempre a favor da sinceridade mesmo que o hóspede ou o amigo não goste.
      As pessoas tem que entender que o mundo não gira em torno delas, e muito menos estão a disposição delas.
      Eu se fosse você seria franca e diria, sinto muito, mas quando nós falamos pela 1ª vez, eu entendi que você viria no carnaval e não alguns dias antes. Diga, eu e meu marido trabalhamos muito, temos horários complicados, e nem nós ainda conhecemos estes pontos que você pretende conhecer. Então, ou você vem apenas no Carnaval, ou caso contrário ficará difícil recebe-lo até porque acredito que será bem desagradável para vc ficar sozinho em minha casa e numa cidade que vc não conhece nada.
      Quem sabe assim ele se toca 🙁 rss
      Ninguém mandou ele se antecipar e comprar a passagem sem te consultar antes.
      Bjs e feliz 2016 🙂

  • Então a família do meu marido todo feriado quer vim para minha casa tenho filho bebê ainda é atrapalha muito a minha rotina e além de virem ficam pra dormir o feriado todo e ficam dando palpites tb já falei com meu marido q não gosto dessa situação mas ele acha q eu estou errada já pensei em até me separar de tanto que não gosto dessa situação tenho pânico de feriado pq sempre vem um nossa não tenho socego!!!

  • Não sei o que fazer pois já falei com meu marido e ele não aceita diz que é a família dele é que eles gostam de vim porque gostam da gente eles moram emburra cidade por isso dormem e fica vários dias, só que para mim tira toda a minha liberdade para ele é fácil e família dele mesmo me incomoda muito não sei o que fazer…

    • Imagino Laura, bem se vc já falou com ele, tente perguntar a ele se fosse o contrário, se fosse a sua família viver enfiado na casa de vcs se ele gostaria, quem sabe assim ele se toca; diz para ele se colocar no seu lugar. Ele suportaria perder a privacidade dele por causa da sua família e ainda ter que aturar palpites?

  • Ola. Estive na casa da minha cunhada. Tanto ela e o marido foram mto gentis. Recebi atr mimo de boas vindas. Mas para dormir foi mto ruim. Me ofereceram um colchão que acabou com minhas costas e dormi mto mal. Mto mesmo. Outra coisa e que eles tem hábitos que me incomodam. Tv fica ligada noite toda e cachorros no apt. O q devo fazer. Ir ate a cidade deles e me hospedar num hotel ou fingir q foi tudo perfeito?

    • Olá Monique,
      Bem, não sei se esta sua cunhada é casada com o seu irmão, ou é irmã do seu marido.
      Pareceu-me que é irmã do seu marido. Eu sinceramente, opinião pessoal minha, não saio da minha casa para ir hospedar-me num lugar que me sinta mal, prefiro não ir e já tive mtos problemas por isso, só vou se eu não tiver saída. Se for para sofrer, prefiro sofrer na minha casa… rsss
      Se eu fosse vc eu diria que prefere ficar num hotel pq vc nao se sente bem em dar trabalho ou que vc necessita de dormir mais tempo pq precisa por causa de algum problema qq, ou diria que quer ter a tua privacidade e preservar tb a deles. O único jeito é encontrar uma desculpa “social” para nao ter que ficar lá ou p/ nao ter que falar a verdade e acabar por magoar a pessoa. 🙂

      • Oi katia. Obrigada pela resposta. Realmente uma saia justa. Ela e irmã do meu namorado. O casal e extremamente fofo. Mas na hora de dormir ficou difícil. Obrigada pela dica. Vou tentar arrumar uma desculpa social.

  • Oi,
    Eu casei recentemente nao faz nem um ano,e minha irma que mora em outra cudade faz a faculdade dla aqui ja fazem 5anos e ela sempre se virou bem,mas agora ela ta vindo toda semana ficar 3dias aqui na minha csa por causa da faculdade. Ela tinha me dito que iria vir aqui posar na terça quarta e quinta so que eu pensei qur fosse so naquela semana e eu aceitei dai no ultimo dia ela disse “mas sera que nao vou encomodar vcs de vir aqui tdaa semana” dai eu nao soubeoque responder e so dei uma ridasa e agora ela vem tda semana pra ca, ela ate ajuda trazebd cmida mas tm a energia que ela gasta pq ela demora muuuiito no banho mas o principal msm é que eu casei agora entende toda a nossa privacidade for pro ar… e eu nao faço ifeia de cmo pedir pra ela nao vir tanto assim..
    E ela ainda tm mais dois anos de faculdade!!
    Cmo eu poderia dizer a ela sem ela ficar ofendida que nos precisamos do nosso espaço.

    • Cris,
      Eu entendo a sua situação, mas desculpe, não dá né? Não dá para ela ficar toda semana na sua casa.
      O que ela faria se vc nao tivesse morando aí? Como ela iria se virar?
      Teria que arranjar outra solução certo?
      Então, sorry! Vc pode conversar com ela em particular e dizer que o seu marido quer ter privacidade com vc, já que acabaram de casar.
      Sutilmente vc pode dizer que ele não gosta. E claro, antes de fazer isso converse com ele e conte a sua opinião para ele, e observe a reação dele.
      Na minha opinião, não é nada saudável para a vida do casal, ter hóspedes em casa e por tanto tempo.
      Sabe, eu não gosto de ser fatalista, mas recente vi uma situação parecida com a sua que enveredou para outro lado.
      Não vou entrar em detalhes até porque muita gente iria ficar chocada com a história, mas acima de tudo preserve a sua privacidade, a sua casa e a sua vida com o seu marido. Viva esse momento lindo que vcs estão vivendo, a dois! 😉

  • Prezada Kátia,

    Como anfitrião o que devo fazer com cachorro? Existem pessoas que não gostam, ou mesmo, que têm medo de tais animais, por mais inofensivo que possam parecer.

    grato

    • Olá Estevão, desculpe só agora responder seu comentário. Estava em viagem de Natal.
      Como anfitrião, e estando vc em sua casa, vc não deve fazer nada, para além de levar sua vida dentro da normalidade.
      Desculpe a minha sinceridade, mas se uma pessoa não gosta de cachorro ou gato, não deve se hospedar na casa de alguém que tenha animais de estimação. O dono da casa não tem que mudar sua rotina de vida por causa dos outros. Posso parecer meio rude falando assim, mas é o que eu penso.
      E se alguém te disser que quer ficar em sua casa, mas tem medo de cachorro, vc sutilmente pode dizer que sente muito mas a sua rotina é assim, vc tem um cachorro e não tem como impedi-lo de circular dentro da sua casa ou quintal, e tampouco tem onde deixa-lo no periodo em que estiver recebendo hóspedes. Pessoalmente evito ao máximo me hospedar na casa das pessoas pq não gosto de alterar a rotina delas, como tb nao gosto que alterem a minha. Espero ter ajudado, sei que nao é facil ser assim tão franco com as pessoas, mas garanto que é mil vezes melhor falar o que pensa, do que aturar uma situação estressante em sua casa por dias sem fim. Feliz 2017.

  • Olá gostaria que me orientasse no seguinte…estou com meu marido tem 4 anos e toda vez que vamos viajar a filha dele teima em querer ficar na nossa casa…moramos na costa verde, praia, mas minha casa não é pousada e sim meu lar, meu sossego. Mas meu marido não entende isso…o que faço? Como posso falar com ela pra vir só qd estivermos e não se apropriar de minha casa qd eu não estiver ???

    • Olá Marcia.
      Obrigada pelo seu comentário.
      Primeiramente creio que antes vc deveria falar com o seu marido, e ser ele a falar com a filha dele.
      Converse com ele e diga que vc se sente invadida em sua privacidade e que gostas das coisas como vc arruma, para isso vc se casou e tem uma casa com ele, para ter sua vida privada com seu marido; e que não está acostumada com isso. Peça para ele se por no seu lugar, se fosse um filho seu a querer usar a casa de vcs, como ele reagiria?
      Qtoa falar com ela, não sei se é aconselhável pq ela pode interpretar mal e a história pode depois ser mal colocada e chegar aos ouvidos dos seu marido de outra forma. Por isso a minha dica é que seja o seu marido a falar com ela e impor respeito, assim ela vê que não partiu só de vc.

Deixe Comentário

Insira Por favor o resultado, para poder avançar