Se você não gosta de praia ou de locais agitados, a Tunísia é o destino certo para você. Localizado a norte de África, Tunísia encanta pela originalidade, lá estão os mais belos desertos onde você pode se aventurar. Esqueça as praias lotadas e sem graça que atraem os europeus dos países vizinhos e explore os fascínios do deserto.

Mas cuidado, a Tunísia não é um país violento, então tome todo o cuidado quando for fazer algum questionamento e passe longe das histórias do terrorismo ou qualquer pré-conceito que você tem sobre o mundo árabe.

A cada ponto que você for passando vai perceber que a paisagem, arquitetura e costumes mudam radicalmente. Aqui há sempre a ânsia por agradar o visitante, tanto pelas belas paisagens, quanto pela comida regada a carne de carneiro e outros sabores que você certamente nunca experimentou. Não se esqueça sempre de pechinchar quando for comprar algo. Você pode começar pagando 100 dólares e levar a peça por menos de 5 dólares.

Cada canto que você visitar vai encontrar o reduto de alguma especiaria seja cerâmica, vinho ou tapeçaria. A atração principal da Tunísia é a sua capital onde você encontra simpáticos mercados, mesquitas e a Medina, uma cidade antiga e murada.

O deserto do Saara também é uma ótima opção para quem gosta de aventuras. Imagine explorar um dos maiores desertos do mundo e ver o contraste da natureza e das cores, além dos diversos povos que habitam o local.

Você perceberá nos trajetos a grande quantidade de ruínas romanas, fenícias e cartagineses. Há um sitio historio muito bem conservado, as termas de Antonino, que fica ao lado palácio presidencial de Túnis.

Outro ponto de parada obrigatória é Sbeitla, com seus resquícios romanos como o Arco de Diocleciano, juntamente com as ruínas bizantinas e árabes. Mas te garanto que na Tunísia nada é mais grandioso do que o Coliseu de El Djem; um pouco menor que o Coliseu de Roma, mas em estado de conservação muito melhor e com todas as características romanas intactas.

A Tunísia é o único local do mundo que te faz realmente se sentir um beduíno. Mais de um terço do território é constituído pelo deserto do Saara. E o melhor de tudo, não há nunca a chuva para te atrapalhar.