Igreja de São Domingos - Lisboa

Lisboa é certamente a mais encantadora cidade da Europa e conserva até hoje as suas tradições e construções mais antigas, apesar dos terremotos que assolaram a região em diferentes épocas da sua história.  Um dos principais terremotos acontecidos em Lisboa foi em 1755 no qual morreram mais de 30 mil pessoas e grande parte da cidade baixa foi destruída, inclusive todos os monumentos.

Desse terremoto só se salvaram o Bairro Alto e Alfama, juntamente com o Castelo e o que sobrou de Mouraria e a Madragoa compõem o que se chama de parte antiga de Lisboa. A cidade foi totalmente reconstruída pelo Marquês de Pombal e seguiu as regras e concepções urbanísticas do Iluminismo.

A Avenida da Liberdade, principal via pública de Lisboa manteve suas largas calçadas formadas por mosaicos azuis e ornamentadas por árvores e fontes de águas. Um belo jardim fica no alto dessa avenida onde se encontram vários cafés ao ar livre. Depois do terremoto de 1755, a maior parte das igrejas foi totalmente restaurada. Algumas ficaram intocadas como a igreja do Carmo, do século XIV, mas foi destelhada e acabou virando um museu arqueológico.

Igreja de São Domingos - Lisboa
Igreja de São Domingos - Lisboa

Na verdade esse terremoto foi seguido por um maremoto e um incêndio de vários dias que destruiu Lisboa deixando 120 mil mortos. Foi a determinação do Marquês de Pombal que reconstruiu a cidade inteira nas décadas seguidas e acabou se tornando peça-chave do iluminismo português.

A destruição foi tanta que cinqüenta e cinco conventos e mosteiros ficaram danificados, cais afundaram e o palácio real foi totalmente destruído. As igrejas desabaram nas missas. Uma destruição inimaginável.  Com a célebre frase, “Enterrem os mortos e alimentem os vivos” foi que se teve  inicio a reconstrução de Lisboa. Marquês de Pombal baixou três atos. O primeiro era para recolher os mortos para evitar as doenças; o segundo era para impor preços ao pão e assim alimentar as pessoas e o terceiro era para impor a ordem pública.

Elevador Santa Justa
Elevador Santa Justa

E como a cidade teria que ser reconstruída, começou a abrir oportunidade de negócios para engenheiros e arquitetos. Foi então que o Marquês de Pombal chamou os engenheiros portugueses para oferecer uma solução para o problema. O novo projeto de Lisboa era mais saudável e sanitário para a cidade; uma verdadeira revolução após a catástrofe.

Com a desapropriação das terras dos nobres e a expulsão dos jesuítas e mais o ouro provindo das colônias, Marquês de Pombal reconstruiu Lisboa e fez com que a cidade se tornasse bela e referencia Iluminista em toda a Europa.

Fotos: Arquivo Pessoal