Como vocês sabem há alguns poucos anos, o público portugues elegeu a 7 Maravilhas de Portugal, agora é a vez da gastronomia portuguesa. Você pode participar votando nas ‘7  Maravilhas da Gastronomia Portuguesa’ por telefone, SMS ou via Internet, e claro que eu como uma eterna apaixonada por Portugal já votei nos meus pratos portugueses preferidos.

A gastronomia portuguesa é recheada de tradição, singularidade e história, assim como Portugal; ir a Portugal e não provar os saborosos pratos exóticos portugueses, é não conhecer o verdadeiro sabor portugues. Por isso convido-lhe a entrar no site e votar também.

No passado Sábado, 7 de Maio, em Santarém, foram selecionados 21 pratos, agrupados em 7 categorias: entradas, sopas, caça,  marisco, peixe, carne, e doces. Cada uma das quais com três iguarias da gastronomia portuguesa; porém as pessoas que desejarem votar poderão escolher qualquer prato até completar o número de 7 iguarias, independente da categoria a qual pertence.

Para votar entre no site: 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa – Sapo

Veja abaixo as 21 finalistas para concorrer as ‘7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa’:

– “Entradas”: alheira de Mirandela (Trás-os-Montes e Alto Douro), pastel de bacalhau (Lisboa e Setúbal) e queijo da Serra da Estrela (Beira Interior/Beira Litoral).

– “Sopas”: açorda à alentejana (Alentejo), caldo verde (Entre Douro e Minho) e sopa da pedra (Ribatejo/Estremadura).

– “Mariscos”: amêijoas à Bulhão Pato (Lisboa e Setúbal), arroz de marisco (Estremadura e Ribatejo) e xarém com conquilhas (Algarve).

– “Peixe”: bacalhau à Gomes de Sá (Entre Douro e Minho), polvo assado no forno (Açores) ou a popular sardinha assada (Lisboa e Setúbal).

– “Carne”: chanfana (Beira Litoral), leitão da Bairrada (Beira Litoral) e tripas à moda do Porto (Entre Douro e Minho).

– “Caça”: coelho à caçador (Beira Litoral), coelho à Porto Santo à caçador (Madeira) e perdiz de escabeche de Alpedrinha (Beira Interior).

– “Doces”: pastel de Belém (Lisboa e Setúbal), pastel de Tentúgal (Beira Litoral) e pudim Abade Priscos (Entre Douro e Minho).