Escherichia coli no microscópio eletrônico, ampliada 10.000x - Foto Wikipédia

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, recomenda à brasileiros em viagem à Alemanha que evitem o consumo de vegetais crus. Bem,  do jeito que andam as coisas, turistas em viagem à qualquer país do mundo devem evitar o consumo de vegetais crus, e porque não dizer, também estarem atentos à água.

Escherichia coli no microscópio eletrônico, ampliada 10.000x - Foto Wikipédia

O objetivo da Anvisa é prevenir e alertar sobre o perigo da contaminação pela bactéria E. Coli que já causou muitas mortes na Europa. De acordo com o que tem sido divulgado na mídia escrita e falada, a E. coli que está causando a morte das pessoas em alguns países europeus, é de uma “família” rara e que normalmente é encontrada no intestino de seres humanos e animais. Cerca de 1.700 casos foram notificados na Europa com este tipo de Escherichia coli (E.coli).

A estirpe de E.coli que existe normalmente nos intestinos de um determinado indivíduo é bem conhecida e controlada pelo seu sistema imunológico, e raramente causa problemas exceto quando há debilidade do indivíduo. A maioria das doenças é devido a E.coli vindas de indivíduos diferentes e portanto de estirpe diferente, não reconhecida pelos linfócitos.

A prevenção é comer alimentos totalmente cozidos, evitar saladas, e beber apenas água mineral ou outras bebidas oferecidas em recipiente selado.

Os principais sintomas da contaminação por Escherichia coli (E.coli) são:

– Cólicas abdominais severas e diarreia, podendo evoluir para diarreia sanguinolenta;
– Vômitos
– Febre

A maioria dos pacientes se recupera em dez dias, mas em pessoas mais vulneráveis a doença pode agravar-se levando à Síndrome Hemolítica Urêmica,caracterizada por falência renal aguda e anemia.

Fonte: Agência Brasil