São Roque – Estância Turística

Gostou deste Post?

A cidade de São Roque, situada a cerca de 60 km da capital de São Paulo, é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Estando a uma altitude de 771 metros todos os anos ocorrem geadas e invernos intensos. A cidade foi fundada na segunda metade do século XVII pelo bandeirante Pedro Vaz de Barros – mais conhecido como Vaz-Guaçu – a cidade surgiu de uma enorme fazenda e uma capela por ele erigida no local.

Capela Sto António

A capelinha foi construida em homenagem a São Roque, o qual Pedro Vaz era devoto. A cidade cresceu em torno da fazenda do grande agricultor e por lá expandiu-se o cultivo de vinhedos e de trigais. Pouco depois da criação dessa fazenda, o irmão de Pedro Vaz – Fernão Paes de Barros, também veio a se instalar em São Roque, nos mesmos moldes que seu irmão, fundando uma fazenda e uma capela, contudo em louvor a Santo Antonio.

São Roque recebeu nos séculos seguintes imigrantes portugueses e italianos que para lá se dirigiam a fim de cultivar uvas e produzir vinho, daí o município ser conhecido como a cidade do vinho. A cidade é, ao lado de Jundiaí, uma das poucas do estado de São Paulo que produzem vinho.

Ferroviária de São Roque

São Roque tem grande importância na minha vida dado que é a terra onde  meus bisavós imigrantes italianos Angelina Eberle Franceschi e Alvise Franceschi fixaram residência quando chegaram ao Brasil por volta de 1900. Lá nasceram meu avô Emílio Franceschi e  minha mãe Maria Aparecida. Em São Roque, meus bisavós foram produtores de vinho e por lá se estabeleceram até a data de falecimento, na cidade ainda restam alguns membros da família; porém já não temos mais contacto.

São Roque abriga a “Casa e a Capela do Sítio Santo Antonio”, um bem cultural de relevância nacional, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional IPHAN no ano de 1941. Digna de ser visitada é a reserva ecológica conhecida localmente como “Mata da Câmara”, um parque municipal no qual se pode admirar a vegetação natural da Mata Atlântica, com suas típicas orquídeas, bromélias, etc. A área faz parte do chamado “cinturão verde da Mata Atlântica”, reconhecido como patrimônio natural da humanidade pela UNESCO A cidade também tem uma uma “estação de esqui”. Trata-se de uma pista artificial – feita de plástico – situada em um parque privado, que atrai anualmente milhares de visitantes. Não deixe também de visitar o Centro Cultural Brasital e o Museu Darcy Penteado.

Além do patrimônio histórico São Roque tem restaurantes maravilhosos, onde se é possível comer comidas típicas e comida caseira de perder o fôlego. Por ser muito próximo da capital é possível ir pela manhã e passar um dia delicioso na cidade, conhecer os pontos turísticos e ainda almoçar em um dos restaurantes da cidade que foerecem bom vinho e excelente gastronomia.

Fotos do Site Oficial: – Munícipio de São Roque



Gostou deste Post?

Deixe o seu Comentário

*

MisterWP - Criação de sites e blogues Profissionais em Wordpress