Quinta das Lágrimas

Gostou deste Post?

A Quinta das Lágrimas fica as margens do Mondego em Coimbra, Portugal. A Quinta das Lágrimas  fica ao redor de um palácio construído no século XIX e que atualmente é um hotel de luxo. No jardim de Quinta das Lágrimas você verá logo de cara duas fontes históricas. A primeira é a fonte dos Amores e a outra é a Fonte das Lágrimas. O local é conhecido por ter sido palco de um amor proibido entre príncipe D. Pedro e a fidalga Inês de Castro, caso de amor já citado aqui no Big Viagem no post sobre o Mosteiro de Alcobaça (onde se encontra o túmulo de ambos).  A Quinta das Lágrimas é o local que mais é retratado em pinturas, principalmente pinturas contando o amor proibido do casal Pedro e Inês, e o assassinato de Inês (consumado na Quinta das Lágrimas) a mando do pai de Pedro.

Quinta das Lagrimas – Foto IPPAR Wikipédia

O local onde fica Quinta das Lágrimas era de propriedade da família real, uma área de caça. Em um primeiro momento era chamada de Quinta do Pombal. Mais tarde a Quinta das Lágrimas passou a ser propriedade da Universidade de Coimbra e depois de uma ordem religiosa. Em 1730, Quinta das Lágrimas foi comprada por uma família nobre que mandou construir um palácio no local e um jardim que cerca toda a Quinta das Lágrimas; nesse jardim foram usadas espécies de vegetais exóticos de todas as partes do mundo.

Fonte das Lagrimas – Foto IPPAR Wikipédia

O palácio que fica em Quinta das Lágrimas foi destruído por um incêndio em 1879 e foi reconstruído no estilo dos grandes casarões solares rurais portugueses. Recentemente foi construído em Quinta das Lágrimas um Jardim Medieval em homenagem ao amor proibido de Dom Pedro com Inês. Aliás, Quinta das Lágrimas é mundialmente famosa exatamente por causa desse amor. Os turistas escolhem visitar Quinta das Lágrimas para ver o cenário que corou esse amor que é retratado por diversos pintores. Dizem até mesmo que as águas de uma das fontes ficaram vermelhas quando Inês morreu, mas na verdade isso foi provocado por uma alga que é vermelha e que se prolifera na água doce.

Na verdade o Jardim Medieval criando em Quinta das Lágrimas é o primeiro desse tipo em todo Portugal. O objetivo é criar um ambiente simples que retrate a época medieval. Foram selecionadas mais de 50 espécies de plantas diferentes que remetem a era medieval. No Jardim Medieval em Quinta das Lágrimas você realmente vai se sentir como se estivesse naquela época.

Abaixo um vídeo de Augusto Luis Vieira disponivel no Youtube:

Foto: Wikipédia



Gostou deste Post?

Comentários

  1. Que bonito!

Deixe o seu Comentário

*

Powered by MVO®