Moradores de Lisboa, turistas de todo Portugal podem desfrutar dos programas que o Castelo de São Jorge preparou para os Domingos em Família. Deixe-se encantar com a dança de época, as artes bélicas, as visitas e os jogos que animam os Domingos em Família neste Monumento Nacional. Divertidos programas em família que reúnem diversão, magia, história, cultura e uma excelente oportunidade de desfrutar do convivio familiar.

Para participar é necessário INSCRIÇÃO PRÉVIA: 218 800 620 | servicoeducativo@castelodesaojorge.pt

Programas Domingos em Família para 2012:

Jogos em Família

JOGOS EM FAMÍLIA
1 JUL | 5 AGO | 2 SET | 7 OUT | 4 NOV | 2 DEZ
11H00 | Duração 2h00 | M/5 | 3,5 €
Durante duas horas, os Arautos da Brincadeira, D. Berengário e D. Segismundo, só descansam quando todos participarem nas brincadeiras e jogos de outros tempos que prepararam: o quebra-bilhas, a vara-cega, a torre do tesouro, entre outras brincadeiras e surpresas.

INSCRIÇÃO PRÉVIA:
218 800 620 | servicoeducativo@castelodesaojorge.pt

Artes Bélicas

ARTES BÉLICAS NO CASTELO
11H00 | Duração 1h00 | M/5 | Bilhete Castelo S. Jorge
OFÍCIO BÉLICO

Treino de Cavaleiros
8 JUL | 14 OUT
Cavaleiros nas suas armaduras cintilantes, em esforçados duelos de honra, dão-nos a conhecer como se combatia na Idade Média, exemplificando um combate a dois compassos – um lento, demonstrativo e explicativo, e outro rápido à velocidade de combate, convidando, no final, os participantes a conhecer todos os segredos da parafernália de adereços utilizados – roupas, capacetes, armaduras, espadas, machados, lanças, escudos e alabardas – e a experienciar o seu uso e manejo.

Tiro com Arco e Besta
12 AGO | 11 NOV
Os arqueiros e besteiros são uma parte muito importante do mundo medieval pois estavam ligados à defesa e cerco de um castelo, nas seteiras e manteletes. Nestes dias os arqueiros e besteiros do conto treinarão as suas artes e exercitarão a sua perícia disparando flechas e virotes. Com carácter de figuração e ilustração o Ofício Bélico mostra as várias técnicas de disparo, seguindo-se a cada série de tiros a recuperação dos projécteis. Caso as condições permitam pequenos grupos poderão ser formados para iniciação de tiro com arco e besta.

Catapultas e Balistas
9 SET | 9 DEZ
Antes do advento da pólvora, a artilharia era constituída por máquinas como catapultas e balistas. Com as catapultas e balistas montados em prontidão para defender ou atacar o Castelo, os visitantes são convidados a observar a rotina diária dos engenheiros e artilheiros, desde o limpar das armas, ao adestrar dos novos elementos, passando pelo inspeccionar, alinhar e disparar as armas de cerco. Caso as condições permitam, os visitantes poderão experimentar disparar estas armas sob a supervisão dos membros do Ofício Bélico.

DANÇAS PARA TRÊS PRINCESAS
11H00 | Duração 1h00 | M/5 | Bilhete Castelo S. Jorge
ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DANÇAS COM HISTÓRIA

Danças com História

D. Isabel, Princesa de Portugal e Duquesa de Borgonha
15 JUL | 21 OUT
…« E chamaram-lhe “La Portingaloise”, nome de dança, em jeito de sentida homenagem a uma dama, a uma dinastia e a um reino que um dia ousou transpor os seus limites. »
Em 1430, no meio de sumptuosas cerimónias, a infanta D. Isabel, filha de D. Filipa e de D. João I, desposou Filipe o Bom, duque de Borgonha, o mais influente governante do seu tempo. D. Isabel, uma mulher à frente do seu tempo, rodeou-se de artistas e poetas, tendo sido uma reconhecida mecenas das artes.

D. Beatriz, filha de D. Manuel I, Princesa de Portugal e Duquesa de Sabóia
19 AGO | 18 NOV
«… começou um grande serão, em que El Rei, nosso senhor dançou com a senhora Infanta duquesa, sua filha…e assim dançaram todos os galantes que iam a Saboia e muitos outros senhores….»
A partida de D. Beatriz para desposar o Duque de Sabóia, em 1521, revestiu-se de um brilho invulgar. Para celebrar a ocasião, Gil Vicente escreveu As Cortes de Júpiter e D. Manuel I deu um sarau a bordo da nau em que a Infanta ia viajar.

D. Catarina de Bragança, princesa de Portugal e rainha consorte de Carlos II de Inglaterra
17 JUN | 16 SET | 16 DEZ
«…hão-de andar pelas ruas… todas as danças e folias que se puderem juntar…E hão-de ter recado as trombetas, charamelas e menestréis …»
Por ser católica, D. Catarina não foi coroada rainha, mas o seu casamento reforçou a aliança entre Portugal e Inglaterra e foi um garante de outra Restauração: a da independência de Portugal. D. Catarina teve um relevante papel na corte inglesa. Levou consigo a geleia de laranja e o hábito do chá, sendo figura assídua, certamente, nas country dances que J. Playford publicava. No programa das festividades assinalando a partida da Princesa para Londres, pode ler-se: «…hão-de andar pelas ruas…todas as danças e folias que se puderem juntar…E hão-de ter recado as trombetas, charamelas e menestréis …»

INSCRIÇÃO PRÉVIA:
218 800 620 | servicoeducativo@castelodesaojorge.pt

VISITAS EM FAMÍLIA
22 JUL | 26 AGO | 23 SET | 28 OUT | 25 NOV | 23 DEZ
11H00 | Duração 1h30 | M/5 | 3,5 €
Visita de exploração do castelejo e do núcleo arqueológico, de descoberta dos espaços, dos personagens e das histórias, que visa estimular e aprofundar a sensibilidade e o respeito pelo património histórico enquanto valor cultural, através do conhecimento e compreensão dos vestígios do passado.