Quando pensamos em planejar uma viagem a primeira coisa que pensamos é em como fazer uma big viagem sem gastar muito. Digo isso porque sempre recebo emails de leitores a perguntarem como é possível viajar sem ficar no “vermelho”.

Começo por dizer que para se fazer uma viagem é preciso planejar o que pretende antecipadamente, parece um pouco óbvio não é? Mas este é um dos segredos para se conseguir bons preços em hospedagem em vôos.

Você pode preferir procurar uma agência de viagem, mas lembre-se de que numa agência para além de taxas adicionais, nem sempre é possível criar seu próprio roteiro e escolher os pontos da cidade que quer conhecer. Quase sempre as agências já apresentam pacotes fechados, no que por vezes está incluido não só o preço dos bilhetes aéreos, mas hospedagem em determinado hotel e alguns percursos turísticos diminutos pela cidade escolhida. Acrescentamos a isso o horário estipulado pela agência para os passeios turísticos, que acaba por tornar impossível conseguir ver as coisas com calma e desfrutar do momento. Afinal queremos uma viagem e não participar de uma maratona certo?

Uma dica de ouro é planejar sozinho a sua viagem. Existem atualmente bons sites para reservar hospedagem em hotéis, pousadas, albergues ou outro tipo de alojamento. Conheço alguns que habitualmente costumo consultar e tenho conseguido excelentes promoções.

bons-precos-para-voos-e-viagens

No quesito vôos baratos, vale a mesma dica, existem excelentes sites de busca por preços como por exemplo um que conheci recentemente e que me oferece opções de escolha em várias companhias aéreas. Se quiserem conhecer podem faze-lo em: Jetcost

Relativamente a alimentação, isso vai depender muito da cidade (e país) que pretende visitar. Se for Europa reserve pelo menos 25 Euros por pessoa, para uns cafézinhos, um almoço básico e um jantar básico.

Quanto aos gastos adicionais com museus e passeios turísticos, já é possível comprar os bilhetes antecipadamente pela internet para museus, teatros, feiras e eventos. Isso facilita muito, já que por vezes se comprar online consegue obter alguns descontos adicionais e reservar para a data exata que deseja.

Compras de roupas e souvenirs, esta é a verdadeira perdição de quem viaja. Afinal quem não quer comprar uma bugiganga qualquer, uma pequena réplica do monumento visitado, ou algum artesanato local? Quase todo mundo quer. Eu quando viajo tenho sempre que comprar qualquer coisinha. Estipule um valor máximo que pretende gastar. A dica é procurar preços. Neste tema muitas lojas cobram o que bem entendem e pode-se encontrar preços altíssimos. Cito Óbidos (em Portugal) como exemplo, um souvenir em Óbidos (na minha opinião) é caríssimo.

Em relação as roupas, quem é aficcionado por moda, se tiver dinheiro, divirta-se. Se quiser poupar a dica é procurar, já que peças de marcas são caras em qualquer lugar do mundo (mas ainda assim são mais baratas do que no Brasil). Pesquise antes pela internet.  Se você não faz questão de marcas, garanto-lhe que fora do Brasil você comprará roupas a “preço de banana”. Bem, isso acho que todo mundo já sabe né?

No mais, a dica final é antes de fazer suas reservas em hotéis é sempre checar se está confirmada e se não houve qualquer problema. Lembrando também que alguns hotéis aceitam cancelamento, mas cobram uma taxa como multa. Já ouvi dizer que alguns não devolvem o dinheiro papo pela reserva, por isso verifique bem as datas antes de comprar.