Pontos Turísticos

A Lenda do Dracula e a Bela Transilvania

A Lenda do Dracula e a Bela Transilvania
5 (100%) 1 voto

Quem nunca ouviu falar no Drácula, o  mais famoso e sanguinário vampiro que já foi tema de inúmeros filmes baseado no famoso livro de Bram Stoker? É impossível citá-lo sem falar na beleza ímpar da Transilvânia, tida como a sua terra natal. A Transilvânia é uma região histórica da Europa Central localizada no centro da Roménia e foi palco de um dos romances mais famosos de todos os tempos, « O Conde Drácula», um clássico da literatura mundial. E daí que vem toda a fama da região. Uma fama com um toque de realidade e ficção. Em latim, Transilvânia significa “além da floresta”.

O famoso Drácula surgiu como base de um personagem real que viveu entre no século 15. O seu pai governava toda a região e ele fazia parte de uma sociedade, meio religiosa, meio militar chamada Ordem do Dragão; foi então que ele ganhou o apelido de Vlad Dracul. A cidade onde Vlad Dracul nasceu e viveu é Sighisoara,  hoje é patrimônio mundial da UNESCO. Ela atrai milhares de visitantes, são nove torres, ruas estreitas, casas e igrejas, e todas fazem com que você volte ao século 16. E é claro que a principal atração dessa cidade da Transilvânia é visitar a casa onde Vlad morou e ganhou toda a sua fama. Cogita-se que o Turismo do Conde Drácula é o que sustenta basicamente a região.

Transilvânia

Transilvânia

O ápice do turismo é óbviamente o Castelo Bran – o famoso castelo do Drácula. Foi aqui que o personagem de Bram Stoker foi inspirado. Pode ver também a Fortaleza Poienari, onde Vlad teria vingado seu pai e seu irmão. Infelizmente a maior parte do castelo não foi preservada, mas você pode ver as ruínas e ter uma boa visão do que teria acontecido por lá. Para adentrar ao que sobrou você tem que encarar uma subida de 1480 degraus.

O personagem do conde Drácula foi criado por um escrito irlandês, Bram Stoker no século 19. Ele se inspirou na lendária figura de Vlad Tepes, nas lendas dos vampiros da Europa Ocidental. O príncipe Vlad III viveu de 1431 a 1476 e foi uma figura essencial na luta contra os turcos. A citadela onde Vlad nasceu é tão graciosa e sedutora quanto amedrontadora. Desta mistura surgiu a mais famosa história de terror de todos os tempos. Apesar de ser uma história, a visita a Transilvânia revive o livro como se fosse um acontecimento real.

A vida de Vlad Tepes está preservada neste pedaço do país e você pode sentir o mesmo que o escritor irlandês sentiu e descobrir o motivo pelo qual ele se inspirou e conseguiu escrever uma das melhores histórias de terror do mundo. As opções de hospedagem dividem-se basicamente entre albergues e hotéis relativamente luxuosos para a região. A Romênia tem uma das maiores malhas ferroviárias da Europa e é bem servida de trens para todas suas cidades. Muitos são extremamente lentos e requerem paciência. Mas ainda são a melhor maneira de se chegar à Transilvânia. Alugar um carro custa consideravelmente mais caro. Os ônibus, por sua vez, quase não existem. Portanto, a melhor maneira de se chegar à Sighisoara é de trem.

Veja também: – Transilvânia – UOL

Sobre o Autor

admin

12 Comentários

Deixe Comentário

Insira Por favor o resultado, para poder avançar